Atividade extracurricular | uma ótima opção para o período de férias

Você sabia que proporcionar ao seu filho uma atividade extracurricular durante as férias pode ser benéfico para o desenvolvimento físico, social e intelectual dele? Há diversos tipos de exercícios nas quais seus filhos podem aprender, ou até mesmo aprimorar habilidades.

Apresentaremos à você atividades físicas, formativas e de sociabilidade. Dentre essas três opções, encontram-se, por exemplo, aulas de inglês ou de reforço, acampamentos e retiros, natação, lições de arco e flecha ou escalada, e por aí vai um vasto leque de possibilidades.

Identificar qual é a mais compatível com o perfil, os gostos e as aptidões do seu filho pode ser algo fundamental nessa etapa. Além disso, entender os benefícios proporcionados por alguma atividade extracurricular embasa melhor a sua tomada de decisão e possui mais chances de agregar valor ao conhecimento do pequeno, o fazendo feliz.  

Continue a leitura e descubra ótimas alternativas!

Como escolher a atividade extracurricular do meu filho?

Para que a atividade extracurricular seja prazerosa e benéfica, é necessário que não haja algo contrário à vontade da criança. O primeiro passo é conversar com o seu filho sobre o engajamento em praticá-la - ou não. Outro fator importante é avaliar a faixa etária, uma vez que certos exercícios podem ser desestimulante para a idade.

O esporte, por exemplo, é recomendado a partir do terceiro ano de vida. Pois, antes disso, as crianças ainda não estão maduras o suficiente para manter a concentração por um longo tempo e também entender as regras, complexas demais para elas. Assim, evite matricular o seu filho em judô, futebol, ginástica ou outras modalidades que treinem futuros atletas.

Já as atividades artísticas, como música e dança, podem ser iniciadas antes dos 3 anos, a fim de estimular a sua performance com um objetivo lúdico. Pesquisas científicas também comprovam o impacto sonoro em potencializar o desenvolvimento cerebral para o resto da vida. Apresente os instrumentos de forma lúdica para o pequeno e veja se ele possui mais tendência para algum - observe, inclusive, as suas aptidões.

As aulas de idiomas, no entanto, não são recomendadas logo cedo. Há um consenso de que, quanto antes introduzir um novo idioma na rotina da criança, melhor. De fato, os mais novos têm maior facilidade em aprender outras línguas - principalmente, quando expostos diariamente a elas. Por outro lado, partes do cérebro responsáveis pela memória de longa duração se aperfeiçoam somente a partir dos 4 anos de idade, o que tornará o aprendizado realmente efetivo.

Para o desafio de encontrar a atividade extracurricular que melhor se enquadre à rotina, ao perfil e aos desejos do seu filho, uma dica é certeira: analise o comportamento dele. É importante notar se há afazeres demais e se está muito cansado, se reclama de ir à aula, se há pressão demais para praticar algum esporte, entre outros aspectos.

Veja se essa atividade agrega positivamente para o seu filho! Há diversas possibilidades de atividade extracurricular interessantes e estimulantes para as crianças. Por isso, pode ser válido testar e conversar, a fim de encontrar a melhor opção.

Após essas dicas, deixar as crianças passarem as férias com tempo ocioso, paradas dentro de casa ou apenas entretidas entre TV e celular, não é uma boa opção. Logo, avalie nossas dicas e coloque-as em prática, escolhendo a melhor atividade extracurricular para o seu pequeno! Deseja ler mais sobre o assunto? Continue a leitura dos conteúdos, no blog!