A importância do ensino de artes na escola

A importância do ensino de artes na escola

A arte faz parte do currículo do sistema educacional de todos os países. Mas você já parou para refletir por quê? Muitas pessoas têm a ideia de que a arte auxilia as crianças a obter habilidades motoras, e por isso faz parte do currículo. Se por um lado isto é verdade, por outro as competências e habilidades obtidas por meio do ensino dela vão muito além.

Na sequência, você conhecerá a importância do ensino de artes bem como as capacidades que o aluno desenvolve a partir dela.

Razões para o ensino de artes

O ensino de artes ajuda a criança a expressar seus sentimentos. Com um vocabulário ainda em formação e/ou falta de maturidade para se fazer entender em assuntos mais complexos, muitas vezes pais e professores acabam por silenciar, mesmo que de maneira não-intencional, a criança. Por meio da arte, expressão artística e suas diversas linguagens não-verbais (pintura, desenho, música, teatro, escultura), livres por natureza, é possível entender a criança e conscientizá-la de que ela tem uma voz que merece ser ouvida.

O ensino de artes permite entender a sociedade. A arte é reflexo direto do tempo em que foi criada, é cultura. Por meio dela é possível situar a história e mesmo entender o que se passava em determinada sociedade e em determinado período. Assim, de uma forma subjetiva e ao mesmo tempo objetiva, é possível trabalhar uma série de outros temas relacionados às disciplinas do currículo básico, enriquecendo a aprendizagem.

O ensino de artes renova aspectos da vida. A arte implica em utilizar competências cognitivas, sociais, motoras, dentre outras, para alterar e recombinar os aspectos da vida como um todo, pois para criar é necessário sentir a plenitude do ser, que está sempre em mudança.

A arte permite encontrar o belo em qualquer lugar que seja. O que é considerado belo pela maioria das pessoas é, na verdade, uma repetição de padrões, muitos deles arbitrários. O belo pode estar em qualquer coisa; na singularidade ou no que é considerado fora do padrão estético. Com o aluno tendo consciência disso, ele se torna mais inclusivo no sentido de aceitar o que é diferente, se abrindo à diversidade.

Competências e habilidades adquiridas com o ensino da arte

Como foi possível observar acima, a arte tem um impacto em todos, incluindo na história e nos diferentes sistemas culturais. No entanto, quando falamos deste impacto em relação aos alunos, os resultados são extremamente benéficos.

Por meio de estudos realizados por psicólogos, sabe-se que a arte é capaz de promover uma série de mudanças positivas no indivíduo, como baixar o nível de estresse e ansiedade e ao mesmo tempo aumentar a autoestima e auto percepção. Pessoa que se conhecem a fundo possuem maior inteligência emocional, extremamente importante para a saúde mental.

Além disso, como uma atividade de criação, a arte obriga o aluno a realizar introspecção, fazendo com que sua capacidade de concentração e de organização lógica do pensamento abstrato seja melhorada, levando a novos e positivos hábitos de trabalho. Por isso, em muitos casos a arte é vital para auxiliar crianças que apresentam hiperatividade ou dificuldades de aprendizagem.

Conclusão

Por fim, a arte é um exercício de criatividade, e ela obriga o aluno a pensar além, encontrar soluções para a resolução de velhos e novos problemas, a estarem preparados para encarar os desafios da vida adulta, marcada pela extrema competitividade e uma economia fortemente baseada na informação e no conhecimento.

Se você gostou desse conteúdo, clique aqui e veja mais artigos como esse.