5 passos para criar bons hábitos

 

Quais foram as decisões que você tomou hoje sem pensar? Mexer no celular antes de levantar? Dirigir ouvindo rádio? Conferir se trancou todas as portas de casa antes de sair? Todos os dias, fazemos várias coisas no “piloto automático”. Depois de diversas vezes, nossas decisões se tornam hábitos, isso é um mecanismo do nosso cérebro para poupar energia e esforço. 

Um estudo feito pela Universidade de Duke (EUA), mostra que os hábitos são quase 40% das nossas atitudes doa dia a dia. Então quase metade do nosso tempo tomamos decisões e fazemos ações, sem precisar pensar sobre elas. Isso quer dizer que se não tivermos bons hábitos, quase metade de cada dia acaba se perdendo para a improdutividade, ou deixando de lado aquilo que é realmente importante.  

A boa notícia é que é possível criar bons hábitos ou se livrar de maus hábitos antigos. Vamos para algumas dicas! 

1 – Esteja consciente da importância 

Desenvolver ou se libertar de hábitos pode ser algo trabalhoso, por isso a importância dessa decisão deve estar bem clara. Saiba o porquê de você fazer essa mudança. 

Suponhamos que o objetivo seja ficar menos no celular, mantenha o foco de que essa atitude irá aumentar sua produtividade, melhorar o aproveitamento do tempo, etc. Com a motivação em foco, fica mais fácil persistir. 

2 – Mantenha a disciplina 

Até o cérebro entender que aquela nova atitude é um hábito, pode levar um bom tempo. Um estudo do University College de Londres, percebeu que criar um hábito pode levar até 66 dias, então não podemos desistir no primeiro sinal de dificuldade. 

É preciso assumir um compromisso consigo mesmo para perseverar com disciplina no novo hábito que quer desenvolver. Se precisar de um incentivo extra, lembre-se sempre da primeira dica e recorde a importância da decisão que tomou. 

3 – Remova as tentações 

Criar um novo hábito já é uma tarefa difícil e demorada por si só, não precisamos de tentações nos atrapalhando. Então, conscientemente, remova o que te atrapalha e poderia te fazer desistir. 

Suponhamos que o bom hábito a ser desenvolvido seja comer menos doce. Então remova os doces da vista e não compre mais quando for no mercado, assim você diminui as chances de falhar em um momento de tentação. 

4 – Comece um hábito por vez 

Criar hábitos realmente funciona e dá vontade de mudar muitos aspectos da vida de uma só vez, mas isso pode ser muito para nosso cérebro processar. Então comece trabalhando em uma área por vez, a questão não é quantidade, mas qualidade. Com o foco em uma atividade por vês, fica mais fácil persistir até o fim. 

5 – Se necessário procure ajuda 

É possível criar ou desapegar de vários hábitos sozinho, mas dependendo do tamanho do objetivo, pode ser necessário ajuda de alguém. Pedir ajuda é um sinal de determinação e compromisso, não hesite em pedir conselhos ou acolhimento quando precisar. 

A Capelania do Erasto está de braços abertos para receber pais e alunos que quiserem ajuda ou oração.