10 dicas de como elevar a autoestima do seu filho

No tempo do colégio, você sofreu em determinado momento por falta de autoestima? Como trabalhou isso? E agora que você já é adulto, sabe como elevar a autoestima do seu filho? Pois bem, o período escolar é uma fase da vida que pode trazer problemas de confiança. Apesar de trazer alguma preocupação, essas são questões muito comuns, pois todos passamos por momentos de “provação do valor”.

As crianças precisam de nossa ajuda para desenvolverem a autoconfiança e autoestima, tanto em casa quanto no ambiente escolar. É muito importante que os pais se comprometam com a autoestima dos filhos.

10 dicas para elevar a autoestima do seu filho

1 - Escute seu filho

É muito importante que o seu filho sinta que tem um ambiente para ser ouvido, onde ele possa se expressar sem medo. Escutar com atenção e evitar desencorajá-lo faz com que ele sinta confiança ao se expressar, já que entende que seus pensamentos são importantes. Além disso, aumenta a confiança que seu filho tem em você, já que ele aprende que pode contar com você quando precisar. 

2 - Saiba fazer elogios

Um elogio é sempre um incentivo para irmos além e é também uma forma de ser valorizado pelo que foi feito. Faça elogios! Afinal, estímulos positivos nunca são demais.

É melhor ainda quando você faz elogios específicos, mostrando que realmente prestou atenção. Essa é uma forma de demonstrar que as ações são importantes e são observadas.

3 - Aprenda a estimular suas ideias

A criatividade é uma qualidade que pode modificar uma vida. Para que ela tome forma, precisa encontrar espaço. Saiba estimular as ideias de seu filho para que ele cresça em um ambiente onde possa testar suas aptidões e inspirações.

4 - Incentive novas tarefas ou atividades

Quando largamos a zona de conforto e nos confrontamos com o novo, estamos não apenas vencendo o medo, como também abrindo espaço para novos desafios. É ainda uma excelente maneira de autoconhecimento. Tente estimular seu filho a tentar novos projetos e atividades sempre que possível, principalmente se a ideia vier dele.

5 - Nunca faça comparações

Muitas vezes, é comum fazer comparações entre irmãos, primos, vizinhos, amigos. Essa também é uma maneira equivocada de lidar com o perfil de cada pessoa. 

Ao fazer comparações para elogiar ou reprimir uma criança, você cria a ideia de que certas pessoas são melhores que as outras. Além disso, até mesmo uma comparação positiva pode prejudicar a autoestima da criança, fazendo-a sentir pressionada.

6 - Valorize o esforço

Valorizar o esforço também é um estímulo. Essa valorização deve acontecer independentemente do resultado. Se há uma ação, houve um esforço. Muitas vezes, o simples fato de tentar significa muito!

7 - Seja realista

Não é errado seu filho ter noção das dificuldades em determinada situação na vida. Para isso, é bom ser realista. Jogue limpo e, a partir dessa constatação, procure formas de melhorar o desempenho e driblar a frustração.

8 - Trabalhe as emoções

Não reprima ou ignore as emoções de seu filho. Quando ele estiver com medo ou se sentindo triste, compreenda seus motivos e trabalhe essas emoções. Não adianta ignorar ou menosprezar esses momentos.

9 - Permita que ele faça escolhas

Autonomia é uma condição determinante na vida. Promova situações em que ele vai poder fazer escolhas. A autonomia pode ser desenvolvida, desde muito cedo, basta ser coerente com a faixa etária;

10 - Incentive a originalidade

Cada ser é único. Incentive que seu filho seja quem ele é para aprender a lidar com suas próprias qualidades e necessidades. É muito importante que ele tenha a originalidade incentivada desde cedo. 

Esses pequenos cuidados fazem toda a diferença na educação de seu filho e são formas eficazes de como elevar a autoestima do seu filho. No Colégio Erasto, dedicamos tempo e atenção para que os alunos sempre se sintam bem. Quer conhecer melhor as nossas rotinas e atividades? Faça uma visita ou continue navegando em nosso blog.