Escola internacional e projeto bilíngue: qual a diferença?

Proporcionar que os filhos saiam do colégio fluentes em inglês é uma preocupação cada vez mais frequente dos pais. Afinal, o conhecimento de uma segunda língua tende a se tornar cada vez mais importante conforme o tempo passa. Neste cenário, qual a melhor opção: escola internacional ou bilíngue?

Apesar das duas modalidades de ensino terem como objetivo proporcionar o domínio do segundo idioma, suas propostas pedagógicas e curriculares são bastante distintas. 

Portanto, antes de escolher entre a escola internacional ou bilíngue, é essencial conhecer suas particularidades, a fim de garantir que estarão alinhadas às suas expectativas.

Quais as diferenças entre escola internacional e projeto bilíngue?

A principal diferença que deve ser levada em consideração na hora de escolher entre a escola internacional ou bilíngue é a base curricular. O ensino bilíngue costuma ser inserido ao longo das aulas ou realizado em contraturnos - sem que isso modifique as disciplinas tidas como obrigatórias no Brasil.

A escola internacional, em contrapartida, segue os parâmetros estipulados pelo seu país de origem. Neste caso, até o calendário segue o padrão estipulado pelos órgãos internacionais. O que significa que o ano letivo desses colégios começa em agosto e termina em junho do ano seguinte.

O corpo docente também varia. Nas escolas internacionais, cerca de 40% a 50% dos professores são expatriados e já lecionaram em outros países do mundo. Nas bilíngues, os educadores costumam ser brasileiros, porém a metade deles possui fluência e, em alguns casos, certificação internacional no idioma.

Outra diferença importante e que pode ajudar a escolher entre escola internacional ou bilíngue é o formato das aulas. Na primeira, as aulas de geografia, história e, claro, de português são ministradas na língua nativa. As demais, incluindo matemática, são apresentadas na língua estrangeira.

Já nas escolas bilíngues, o inglês costuma ser inserido nas aulas de ciências, artes e educação física. Nas demais, o idioma principal é o português, o que não significa que o inglês não possa ser utilizado em situações específicas.

Afinal, como escolher entre escola internacional ou projeto bilíngue?

Depende muito da situação e do motivo que fez os pais pesquisarem entre escola internacional ou bilíngue para seus filhos.

Em uma escola internacional, há a imersão intensa na língua e a vivência mais próxima com a cultura de outro país. Entretanto, esse tipo de escola costuma ser muito mais cara que as que oferecem o projeto bilíngue – que também possibilita que o aluno adquira fluência no idioma. 

Outra questão que deve ser lembrada é que, como o currículo padrão da escola bilíngue é o brasileiro, ela se torna a melhor opção para quem deseja prestar vestibular ou realizar as provas do Enem. Isso porque muito dos conteúdos que caem nesses testes podem não ser ensinados nas escolas internacionais.

Você sabia que, em 2020, iremos implementar no Erasto o projeto bilíngue da International School? O ensino oferecerá um aprendizado imersivo do inglês com outras matérias, tudo alinhado à nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC). 

Além disso, teremos certificação de Cambridge, o que pode facilitar o acesso dos nossos alunos a esta renomada universidade da Inglaterra.

Convidamos você para conferir de perto o que irá mudar no nosso método de ensino!