Faça aqui o seu teste de orientação vocacional

O terceiro ano do ensino médio já está quase acabando e você ainda não sabe para qual curso deve prestar o vestibular? Acalme esse coração, porque uma galera está no mesmo barco. A luz no fim do túnel que você está procurando pode estar no teste de orientação vocacional!

A pressão é grande: a sociedade e até a sua família desejam saber qual profissão você seguirá e isso pode atrapalhar ainda mais na tomada de decisão correta. Por isso, é muito importante conhecer profundamente os gostos e as aptidões para facilitar esse processo.

Continue a leitura e saiba como é possível tomar uma boa decisão e prestar o vestibular mais seguro(a). Depois, faça o teste de orientação vocacional indicado para você.

Como funciona o teste de orientação vocacional?

Você já deve ter feito outros testes desse pela Internet, mas o resultado não pareceu tão claro. Ao realizar um teste de orientação vocacional, é importante lembrar que ele não irá dizer exatamente qual carreira você seguirá. O seu principal objetivo é indicar as profissões ou áreas que mais se encaixam, levando em consideração as suas características e os seus traços de personalidade.

Por isso, é de extrema importância que você seja sincero(a) durante o questionário e não se deixe influenciar por fatores externos, tentando “montar” o resultado que considera o ideal.

O que é importante avaliar na hora de escolher uma profissão?

Logo abaixo, você fará o teste de orientação vocacional. Com este resultado em mãos, é hora de analisar estrategicamente alguns pontos para que você consiga decidir, claramente, qual profissão é a ideal.

1-    O autoconhecimento é fundamental

Saber quem você é, qual o seu perfil e o que você gosta (ou não) são respostas que podem ajudar muito nessa jornada. Para projetar uma carreira, identifique assuntos que interessam a você, características de pessoas que gosta de ter por perto ou aptidões que poderiam se tornar uma fonte de renda. Nesse exercício de se autoconhecer, considere questões como:

  • Eu sou mais calmo(a) ou mais agitado(a)?

  • Eu sou introvertido(a) ou extrovertido(a)?

  • Gostaria de trabalhar com o público ou de forma mais restrita?  

2-    O status do boletim pode dizer muito

Considerar em quais matérias você se dá melhor também é importante na identificação da área com a qual você tem mais facilidade. Biológicas, exatas ou humanas: qual seu ramo de aptidão? Ao identificar isso, o funil começa a ficar mais estreito para a sua profissão.

3-    O curso desejado cabe no seu projeto de vida?

Pense sobre o futuro: o que você gostaria de ser e onde gostaria de estar aos 35 anos, por exemplo? A sua carreira deve seguir seu principal propósito de vida. Caso contrário, poderá ser uma frustração futura. Reflita sobre o que você deseja conquistar com a sua profissão.

 

Sabendo disso, chegou a hora de realizar seu teste de orientação vocacional. Clique aqui e comece agora mesmo a sua jornada utilizando o código FNIW2O73.