A importância da musicalização na educação infantil


Você já pensou em como a música pode ajudar no desenvolvimento do seu filho? Segundo a ciência, todo bebê nasce com um potencial para desenvolver certas habilidades musicais. A importância da musicalização na educação infantil pode introduzida desde bem cedo, ajudando em questões como a sensibilidade, o senso rítmico, a criatividade, a imaginação, a atenção, a memória e a concentração das crianças, entre outros benefícios.

Quer integrar música à vida do pequeno e contribuir para o seu processo de aprendizagem de forma saudável? Continue a leitura!

Qual a importância da musicalização na educação infantil?

Acredite, a música é percebida pelo bebê desde a barriga da mãe. Por isso, quanto antes a musicalização for introduzida na vida do seu filho, o potencial para descobertas será maior. Ainda podemos listar outras causas para a importância da musicalização na educação infantil, tais como:

1) Autoestima

Com a música, a criança passa a entender sobre o processo de criação. No momento em que a canção sofre adaptações e alterações, ela sente-se como autora, causando um efeito positivo sobre a sua auto-estima.

2) Criatividade

A arte, quando integrada na educação infantil, promove a capacidade de desenvolvimento e reinvenção do menor. A criatividade, por sua vez, é essencial para que seu filho seja capaz de raciocinar de forma ágil e única, além de gerar maiores habilidades frente a problemas.

3) Ética

Além de todas as vantagens para a performance da linguística (falaremos sobre isso mais abaixo), a importância da musicalização na educação infantil está também na criação de senso ético do seu filho, tornando-o capaz de fazer escolhas mais corretas.

 

Quais instrumentos você pode propor ao seu filho?

Crianças a partir dos 6 anos podem ter aulas com instrumentos musicais apropriados para o seu tamanho. Alguns deles são mais indicados, pois exigem menos habilidades de destreza motora, tornando-se mais fáceis. Exemplos disso são bateria e utensílios de percussão.

A partir do momento em que seu filho cresce, assim como o domínio motor e a motricidade fina, ele terá mais facilidade para aprender instrumentos de sopro ou tocar piano.

Antes dessa faixa etária, o mais indicado é seguir com a introdução musical no ambiente do bebê. Nessa etapa, ele aprenderá a reproduzir sons e músicas infantis, contribuindo para o seu desempenho musical.

É fundamental, além de introduzir os sons instrumentais, oferecer para a criança músicas com letras, pois elas são ótimas para estimular a linguagem. Desse modo, as repetições e as rimas juntas, de forma ritmada, ajudam o bebê a desenvolver a fala. Alterne os estilos e deixe o som tocar!

Vale lembrar que algumas crianças podem não estar abertas a qualquer instrumento e cabe aos pais respeitar o seu desejo. Afinal, gostam somente de ouvir as canções e dança-las.